19 33120697 
portal@destaqueindaiatuba.com  vendas@semanaemdestaque.com.br

Câmara aprova Lei sobre Aplicativo para o Transporte Coletivo

 Projeto de Alexandre Peres foi debatido durante Sessão. 

A Câmara Municipal de Indaiatuba aprovou na segunda-feira, dia 9 de outubro, o projeto de lei (PL 180/2017) do vereador Alexandre Carlos Peres que obriga que os horários e locais dos ônibus do sistema de transporte coletivo sejam divulgados, em tempo real, por meio de tecnologia digital. “O usuário do transporte público poderá, através do seu telefone celular, consultar um aplicativo que deverá comunicar, de forma atualizada, os horários atualizados dos ônibus”, esclarece o vereador. “O horário previsto também deverá ser informado, para que o cidadão que esteja em pé esperando, possa saber o quanto o veículo está pontual ou atrasado”, completa Alexandre Peres, defendendo ainda que isso dará transparência para a pessoa uma tomar atitude alternativa, caso sua linha esteja atrasada.

Muitos aplicativos já existem com este objetivo em várias cidades do Brasil, mas a empresa concessionária ou permissionária de Indaiatuba ainda não oferece o sistema para os usuários locais. Para disponibilizar as informações conforme a lei aprovada, a “Citi” deverá abastecer o aplicativo com informações de seus veículos, através do sistema de GPS.

O vereador Alexandre Carlos Peres defendeu que seu PL vai fomentar a Mobilidade Urbana através do uso de transporte público. “Não ter ônibus”, “não saber que horas o ônibus vai passar” e/ou “não saber se o ônibus vai atrasar” são as justificativas recorrentes que determinam que os munícipes rejeitem ou evitem, em muitas ocasiões, as linhas disponibilizadas. Na medida em que se tem acesso às  informações em tempo real sobre o transporte coletivo, estas justificativas desaparecem ou são mitigadas, e o serviço de transporte público passa a ser considerado pela população como uma alternativa viável ao transporte individual.  “Com a comodidade e ter os horários na palma da mão, tenho certeza que o transporte coletivo pode ser fomentado, podendo diminuir sensivelmente a quantidade de veículos particulares nas ruas, diminuindo os problemas de trânsito e até acidentes, que por sua vez geram custos para o Sistema Único de Saúde. É uma medida simples que poderá ter muitos impactos positivos, encerra Alexandre. 

Leave a comment

Make sure you enter the (*) required information where indicated. HTML code is not allowed.